Notícias - Boas práticas da Barbosa Mello são reconhecidas pela Vale

Companhia também realiza treinamento sobre segurança no maior projeto de mineração do mundo

  • Notícias - Boas práticas da Barbosa Mello são reconhecidas pela Vale

Boas práticas da Barbosa Mello são reconhecidas pela Vale


Companhia também realiza treinamento sobre segurança no maior projeto de mineração do mundo



As boas práticas da Construtora Barbosa Mello (CBM) ganharam destaque e foram reconhecidas no Complexo Eliezer Batista S11D, maior projeto de mineração do mundo, em Canaã dos Carajás (Pará).


Entre os dias 06 e 10 de agosto, a Vale realizou a Semana de Prevenção de Acidente de Trabalho na Mineração (SIPATMIN Integrada), e reconheceu como uma boa prática a criação da mesa de cortar canaflex. A iniciativa consiste em uma bancada de trabalho confeccionada com canaletas para travar o canaflex, permitindo o corte de tubos com diferentes espessuras. Produzida com pedaços de madeira armazenados na baia de material para descarte, a mesa favorece o reaproveitamento, um princípio alinhado às práticas de sustentabilidade da CBM.


No Workshop de Boas Práticas, realizado dentro da programação da SIPATMIN da Vale, a CBM apresentou oito iniciativas, mais de 50% das ações apresentadas na ocasião. A mesa de cortar canaflex, que conquistou o reconhecimento, foi uma delas. Outras duas boas práticas de diferentes empresas também foram reconhecidas.


Para a técnica em Segurança do Trabalho da Barbosa, Eula Alvarenga, esse reconhecimento é um importante destaque para a empresa dentro do Projeto S11D. “Idealizada por um encarregado de elétrica, a mesa evita riscos de corte para os colaboradores e melhora a ergonomia da atividade. Essa é mais uma boa prática que demonstra a contínua atenção da Construtora Barbosa Mello à segurança de seus profissionais”, explica Alvarenga.


Treinamento



Além do reconhecimento, a Vale também convidou a CBM para transmitir o treinamento do programa Ordem Unida para outros fornecedores do Projeto S11D. O gerente de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde (QSMS) da CBM e idealizador do programa, Geraldo Tanure, apresentou a prática da companhia para os demais colaboradores da obra.


A iniciativa, criada em 2012, tem o objetivo de repassar as atividades que serão realizadas pelos colaboradores de campo durante o dia e informar os riscos e controles necessários para o trabalho seguro. O programa também inclui a verificação das condições físicas e mentais para iniciar o trabalho, os equipamentos de proteção individual (EPI), como luvas, capacetes, uniformes, seguindo um check-list (lista de checagem).