Notícias - Construtora divulga seu Relatório de Sustentabilidade

Elaborado conforme a norma GRI Standards, o primeiro relatório apresenta o modelo de gestão da CBM

  • Notícias - Construtora divulga seu Relatório de Sustentabilidade

Construtora divulga seu Relatório de Sustentabilidade


Elaborado conforme a norma GRI Standards, o primeiro relatório apresenta o modelo de gestão da CBM


No ano em que completa 60 anos, a Construtora Barbosa Mello reforça seu compromisso com uma gestão responsável, ética, transparente e equilibrada entre os pilares econômico, social e ambiental, publicando seu primeiro Relatório de Sustentabilidade.


A atuação sustentável sempre foi um valor da empresa e tem sido reforçada nos últimos anos devido às profundas transformações do setor da construção no país. Produzido com base na norma GRI Standards, em sua versão essencial, o documento apresenta os aspectos mais relevantes do desempenho da empresa entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2017 e do gerenciamento dos impactos econômicos, ambientais e sociais de suas atividades até o primeiro semestre de 2018.



 


A Global Reporting Initiative (GRI) é uma organização cujas normas são adotadas por empresas e instituições em todo o mundo, permitindo comparar a evolução dos indicadores de desempenho da empresa nos campos econômico, ambiental e social, e desta com outras organizações.

 

Por se tratar de um ano histórico para a Construtora, ao longo do relatório também são apresentados depoimentos de colaboradores sobre o trabalho na CBM.

 

 

A construção


O processo de elaboração do relatório partiu do mapeamento dos temas materiais, ou seja, aqueles considerados mais relevantes e que refletem os impactos mais significativos da atuação da empresa e do setor.

 

A partir de 25 entrevistas em profundidade com lideranças, no final de 2017, uma consultoria externa mapeou os nove temas materiais de sustentabilidade para a CBM, suas partes interessadas e o setor da construção:

 

·         Compliance;

·         Políticas públicas / regulamentações do setor (tributações, trabalhistas, ambientais, entre outros);

·         Inovação;

·         Ecoeficiência;

·         Saúde e segurança;

·         Qualificação de mão de obra;

·         Direitos humanos nas obras e cadeia de valor;

·         Desenvolvimento sustentável das comunidades;

·         Suprimentos.

 


Ao divulgar o Relatório, a CBM também promove uma consulta às partes interessadas para complementar o trabalho desenvolvido, apurando a percepção do público sobre o material e a possibilidade de agregar novos temas materiais à sua atuação.